segunda-feira, 20 de outubro de 2014

10 alimentos aliados do verão

Alimentação balanceada e com a presença de betacaroteno e antioxidantes pode fazer a diferença nessa época do ano.

verao.jpg


A época mais quente do ano já está chegando e para manter o corpo em dia nesta temporada, e no resto do ano, uma alimentação balanceada faz toda a diferença. Os benefícios vão desde a hidratação, perda de peso e diminuição do aspecto da celulite até o favorecimento do bronzeado e proteção da pele contra os raios ultravioletas (UV). 
Com as altas temperaturas, o corpo acaba perdendo água e nutrientes, como sódio e potássio, por isso, é necessário fazer a correta reposição dos líquidos e sais minerais. “É preciso tomar, em geral cerca de dois litros de água por dia, pois, além de ser essencial para a saúde, também colabora para eliminação de toxinas, melhora do funcionamento intestinal, perda de peso e a redução da celulite”, afirma a nutricionista da Nutravie, Andrea Stingelin Forlenza. 
O betacaroteno é um pigmento presente em alimentos de coloração amarelo-alaranjada, responsável por proteger a pele da exposição aos raios solares, da poluição e do envelhecimento natural causado pelos radicais livres. Quando é convertido em vitamina A (ação provitamina A), colabora para aumentar a elasticidade da pele e auxilia na formação de melanina que, além de ser responsável pela cor, funciona como uma proteção extra contra os raios UVB e UVA.  “O betacaroteno é encontrado na cenoura, abóbora, mamão e manga, e em folhas verdes escuras como espinafre, brócolis e rúcula”, indica Andrea. 
Alimentos com ação antioxidante, além de protegerem a pele contra os danos causados pela exposição ao sol, também podem contribuir para perda de peso, pois minimizam o processo inflamatório que acompanha a obesidade. “Os antioxidantes neutralizam a ação dos radicais livres no organismo, responsáveis por acelerar o envelhecimento celular e enfraquecer o sistema imunológico”, afirma a profissional. 
Confira 10 alimentos que não podem faltar nesse verão, de acordo com a nutricionista da Nutravie: 
Melancia -  possui cerca de 92% de água, sendo ideal para a hidratação. Além disso, é rica em licopeno, antioxidante responsável por proteger o organismo contra a oxidação celular e ajudar a proteger a pele da radiação solar. 
Frutas vermelhas – são excelentes antioxidantes, além disso, possuem compostos que ajudam a melhorar a circulação sanguínea, favorecendo a oferta de nutrientes para os tecidos e assim, podem melhorar o aspecto da celulite. 
Abacaxi – tem enzimas digestivas e ação anti-inflamatória, importantes para o controle da celulite. 
Chia - rica em ômega-3, nutriente que possui ação anti-inflamatória. Além disso, ajuda a aumentar a sensação de saciedade. 
Óleo de coco – melhora a digestão e tem ação antifúngica. Oferece vitamina E que ajuda na saúde da pele, unhas e cabelos. 
Linhaça - age como anti-inflamatório, além de conter fibras que contribuem para sensação de saciedade e o bom funcionamento do intestino. 
Tomate - contém licopeno que protege a pele da radiação solar. Quando consumido na forma de molho de tomate, preferencialmente caseiro, sua absorção é potencializada pelo organismo devido à associação com a gordura utilizada no preparo do molho. 
Manga – assim como a cenoura e a abóbora, contém o betacaroteno, substância que estimula a pigmentação da pele. 
Amaranto- contribui para a perda de peso, pois é rico em fibras solúveis que proporcionam aumento da saciedade, além disso, também podem auxiliar no controle do colesterol. 
Alimentos integrais (arroz, pão e macarrão) – troque os carboidratos refinados pelos integrais, pois possuem maior teor de nutrientes, além de prolongar a saciedade, podendo contribuir para perda de peso. 
Confira duas receitas feitas pela nutricionista da Nutravie. A primeira foi pensada para hidratar e favorecer o bronzeado, já a segunda também tem o papel da hidratação e contribui para a perda de peso: 
Bronzeado perfeito
Ingredientes:
200ml de suco de laranja pêra
½ unidade de beterraba crua
1 cenoura crua média
1 colher de sopa de chia
1 fatia de manga
Gelo a gosto
Modo de preparo: coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata por 2 minutos. Sirva em seguida.
Suco refrescante
Ingredientes:
2 rodelas de abacaxi
1 colher de sopa de amaranto
200 ml de água gelada
1 colher de sobremesa de óleo de coco
Gelo a gosto
Modo de preparo: coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata por 2 minutos. Sirva em seguida.
Beijinhos
Aline Munhoz

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Dieta sem glúten para emagrecimento: entenda como funciona

Muito se fala sobre a dieta sem glúten para emagrecer, mas será que ela realmente funciona e que não traz nenhum problema para sua saúde? Tire estas e outras dúvidas importantes antes de começar esta dieta.


A dieta sem glúten, como o nome já diz, inibe a ingestão de alimentos que tenham esta proteína, assim a pessoa não pode comer arroz, mandioca, batata, farinhas diversas, etc.
Existem pessoas com intolerância ao glúten que estão abolindo estes alimentos de sua dieta, mas outras que não possuem este problema estão aderindo esta mudança de hábitos para perder peso. Porém, é um mito achar que você emagrece porque tira o glúten da dieta. O que acontece, na verdade, é que você consome menos calorias.

Por que fazer a dieta do glúten?
O Conselho Regional de Nutricionistas só recomenda esta dieta para pessoas que tenham doença celíaca, ou seja, intolerância a este alimento. Mas, de qualquer forma, se você pretende fazer uma para emagrecer, saiba que deverá retirar do cardápio os alimentos que contém glúten, mas, em contrapartida, suprir esta falta com outros alimentos, então a melhor maneira de seguir esta dieta para emagrecer de maneira saudável é consultar um nutricionista que poderá analisar sua saúde e indicar os melhores alimentos para esta substituição.

Para saber como encontrar alimentos sem glúten você conta com os rótulos, pois todos indicam a presença ou não dele e assim fica mais fácil fazer suas compras no mercado.
No geral, evitam-se massas, biscoito, doces e até bolos, ou seja, alimentos que são calóricos e por isso resultam na perda de peso. Assim, entenda que não é porque vai deixar de consumir o glúten que emagrecerá, mas porque evitará alimentos calóricos.



Então a dieta do glúten emagrece e funciona melhor do que outras?
Ela emagrece, mas não porque deixa de comer glúten e sim porque retira alimentos calóricos do seu cardápio, que são geralmente os que possuem glúten.
Sobre ser melhor do que outras, recomenda-se que busque uma dieta personalizada de acordo com seu biótipo e necessidades com um profissional, pois a melhor mesmo é uma boa reeducação alimentar, já que dietas restritivas e muito “milagrosas” podem tirar do organismo nutrientes e vitaminas importantes para uma vida mais saudável e um emagrecimento mais preciso.

Por que a dieta do glúten para emagrecimento está sendo tão divulgada?
A mídia divulgou bastante esta dieta devido às famosas que estão aderindo esta restrição nos cardápios, mas, conforme especialistas, nem todos os alimentos com glúten possuem carboidratos e são calóricos, então a perda de peso ocorre mais pela retirada do carboidrato e não do glúten em si.
A nutricionista Salete Britto, do HC (Hospital das Clínicas da Unicamp de São Paulo), diz que cientificamente não há nada comprovado em relação ao glúten fazer mal ao organismo e nem mesmo que ele deixa a barriga inchada, pois isto é apenas mito, já que as pessoas que fazem esta dieta deixam de ingerir massas e com isso as flatulências diminuem, ou seja, não devido ao glúten, mas à massa.
Ela ainda afirma que glúten é importante para que possamos ingerir a quantidade de carboidrato indicada diariamente para cada pessoa, que deve ser de 60% a 70% da alimentação.

 Por Jeniffer Elaina, colaboradora do Blog Plano de Saúde.

Beijinhos

Aline Munhoz


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

6 dicas para manter o peso



Não existe satisfação maior do que alcançar o peso desejado. Sabemos que o resultado foi consequência de muito trabalho árduo, força de vontade e dedicação, por isto é tão importante conseguir mantê-lo. Para não cair no desagradável efeito sanfona - que funciona tanto para aqueles indivíduos que queriam ganhar peso, quanto para os que queriam perder -, que tal seguir as nossas dicas para ter êxito na manutenção? Confira!

Alimente-se de 3 em 3 Horas
Pode parecer papinho de nutricionista, mas fracionar as refeições pode ser a solução para deixar de recuperar os quilos perdidos, ou para não perder aqueles que você trabalhou pesado para ganhar. Ao alimentar-se de três em três horas você evita longos períodos em jejum, que habitualmente alteram a composição da nossa massa muscular e percentual de gordura corporal. Somente mantendo a rotina de alimentação que você estabeleceu para chegar a sua meta é que é possível garantir que seu peso continue o mesmo.

Coma um pouco de cada Macronutriente
Cortar macronutrientes da sua refeição diária é um erro grave para quem quer manter o corpo saudável. Por isto saiba comer um pouco de carboidratos, proteínas e lipídeos, de maneira equilibrada, para favorecer a manutenção do seu peso. Reduzir ou exagerar em qualquer um destes três itens pode prejudicar o funcionamento normal de seu metabolismo, ocasionando em oscilações de peso.

Pratique Atividades Físicas
A atividade física é uma das ações que mais definem o nosso peso corpóreo total. Quando ela resulta em maior gasto de calorias do que ingerimos, ela aumenta nosso déficit calórico e pode ser responsável por reduzir nosso peso total. Quando seu gasto calórico é equivalente ao tanto de calorias que ingerimos, ela não resulta em déficit calórico e pode auxiliar a manter nosso peso corpóreo, sendo responsável, também, pelo aumento de massa muscular e redução da massa gordurosa. Por este motivo exercite-se sempre e na medida certa.

Atenção com a Saúde
Ficar doente com frequência pode prejudicar a manutenção do seu peso, especialmente para aqueles indivíduos que tiveram dificuldade em ganhar alguns quilos para atingir o peso ideal. As doenças desequilibram e alteram nosso metabolismo, aumentando nosso gasto energético para reforçar nosso sistema imune, refletindo diretamente na redução do nosso peso, de maneira não saudável. Por isto cuide sempre da sua saúde, para que você não sofra alterações drásticas no seu peso corpóreo.

Viva com Menos Estresse
Você provavelmente já ouviu falar que o stress emagrece, mas sabia que ele pode engordar também? Pessoas ansiosas e estressadas tendem a comer mais,
fora de hora e de maneira desregulada, alterando sua ingestão calórica e seu peso corpóreo total. Tente manter uma rotina leve e sem estresse para não descontar as angústias na alimentação, certo?

Procure realizar Refeições Equilibradas
O equilíbrio é o segredo do sucesso. Você se lembra de tudo que aprendeu durante o seu período de reeducação alimentar? É importante saber manter as melhores práticas para equilibrar a sua alimentação diária. Comendo de tudo um pouco, sem passar fome ou passar vontade de comer algo, você vai saber favorecer suas necessidades sem prejudicar seu resultado final.

As dicas para manter o peso são muito parecidas com as dicas para perder, ou ganhar peso. A manutenção do seu perfil estético é resultado de um longo trabalho de reeducação alimentar, e novos hábitos de vida, que não devem ser esquecidos ao longo do tempo, tornando-se parte da rotina.

E você, o que você faz para manter seu peso? Conte um pouco para nós sobre o que você faz para cuidar do seu corpo, deixando o seu comentário!

Beijinhos
Aline Munhoz

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Alimentação adequada pode evitar riscos de doenças cardíacas

Amido resistente encontrado na biomassa de banana verde age como fibra alimentar e pode ajudar a diminuir colesterol alto, um dos principais males que causa problemas de coração.

lapianezza_biomassa.jpg
A rotina do dia a dia e o estresse contribuem com o sedentarismo e a má alimentação. De acordo com o Vigetel 2013, apenas 28% das pessoas que moram em São Paulo fazem exercícios com regularidade e 50, 8% dos brasileiros estão com excesso de peso ou obesidade. As mudanças de hábito são o primeiro passo para se evitar doenças cardíacas e tantas outras.
 Atualmente, o Brasil está entre os 10 países com maior índica de óbitos por problemas no coração, como mostra estudos feitos pelo do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (São Paulo). Além disso, as pesquisas ndicam que homens com uma média de idade de 56 anos são os mais afetados com a doença. 
Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia a obesidade é um dos fatores que mais propicia problemas de coração. Uma das principais características das doenças cardiovasculares é a presença da aterosclerose, acúmulo de placas de gorduras nas artérias, ou seja, colesterol alto. O problema é o resultado de uma alimentação rica emalimentos industrializados, açúcar e gordura animal em excesso ao longo dos anos. Para se evitar o aumento do colesterol à dieta deve ser reformulada e os exercícios físicos inseridos na rotina. 
Alimentos ricos em fibras podem ajudar a diminuir o nível de gordura ruim do sangue, pois tendem a reduzir a absorção de colesterol no intestino. Além disso, esse nutriente contribui para sensação de saciedade e a produção de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), que contribuem para a manutenção da saúde do colón e favorece o crescimento de bactérias benéficas para a flora intestinal. A biomassa de banana verde contém amido resistente, que atua no organismo como as fibras alimentares.

Essa substância possui baixo índice glicêmico (IG), que mantém a digestão e a absorção mais lentas, com isso, a glicose é liberada no sangue aos poucos, e, assim, são evitados os excessos de picos de glicemia que ocorrem no momento da liberação de insulina, o que resulta na prevenção contra doenças crônicas como a síndrome metabólica, que pode levar a diabetes tipo II, obesidade e hipertensão. 
Esse ingrediente pode fazer parte de várias receitas e ser acrescentado nas convencionais. Por ser feito com a banana ainda verde possui sabor e cheiro imperceptível, assim, não altera a receita original. É possível acrescentá-lo em molhos diversos, caldo de feijão ou sopas. A versatilidade desse alimento é vasta como seus benefícios à saúde, a maioria das combinações que necessitam de algum alimento para dar “liga” pode ser feito com a biomassa, inclusive o nhoque. 
Para se manter afastado do risco das doenças cardiovasculares não tem segredo, basta adquirir uma alimentação saudável, incluir fibra na dieta, praticar atividades físicas com regularidade e fugir do sedentarismo. 
Sugestão de Produto: Biomassa de Banana Verde, da La Pianezza
Preço sugerido: R$ 19,90
www.lapianezza.com.br