terça-feira, 29 de julho de 2014

Shake de biomassa de banana verde ajuda a emagrecer

A biomassa de banana verde é rica em amido resistente, um tipo de fibra que colabora para a saúde do intestino potencializando a absorção dos nutrientes ingeridos pela alimentação, por isso, age como um otimizador metabólico natural. O amido resistente aumenta a sensação de saciedade, o que favorece a perda de peso, fazendo da biomassa uma importante aliada para quem quer entrar em forma.

                             
O amido resistente é fermentado no intestino grosso e, a partir dessa fermentação, há a produção de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), que contribuem para manutenção da saúde do colón, na redução o pH e promoção da seletividade da microbiota, favorecendo o crescimento de Bifidobactérias e Lactobacillus. Dessa forma, o amido resistente age como um prebiótico que fortalece a microbiota intestinal, aumentando a quantidade de bactérias benéficas. Quando o intestino está em equilíbrio, os nutrientes são melhor absorvidos.
Comparada à biomassa de banana verde caseira, a industrializada conserva 10% de fibras e amido resistente contra 2% da feita em casa, devido ao processo de trituração e cozimento aplicado na banana.
Considerada um alimento funcional e de baixo índice glicêmico (IG), a biomassa de banana verde tem digestão lenta, ou seja, a glicose é liberada gradativamente no sangue. Isso ajuda a estabilizar o nível de glicose e evitar picos de insulina, colaborando para o aumento da saciedade e diminuição do acúmulo de gordura corporal.
Insípida e inodora, a biomassa de banana verde pode acompanhar diversas preparações, como shakes. Por isso, a La Pianezza sugere uma receita de shake indicado para o controle de peso, que pode ser consumido no café da manhã, lanche da tarde ou pré-treino:
Shake de biomassa de banana verde
Ingredientes
1 copo de leite de amêndoas
1 colher de sopa de cacau
1 banana
1 colher de sopa de Biomassa da Banana Verde La Pianezza
1 colher de chá de mel
Modo de preparo: bater todos os ingredientes no liquidificador e beber logo em seguida.
Benefícios do shake: a biomassa de banana verde ajuda a dar saciedade e reduzir o consumo alimentar. A banana contém triptofano, que participa da produção de serotonina e pode ajudar a diminuir a compulsão alimentar. O cacau é fonte de antioxidantes e o mel apresenta propriedades anti-inflamatórias.
*Beijinhos
Aline Munhoz

domingo, 27 de julho de 2014

10 dicas para a definição muscular com alimentação e suplementos

Nutricionista da New Millen sugere melhores opções alimentares para quem busca o ganho de massa magra, aliado a pratica de atividade física


1) Faça pequenos lanches a cada 3 horas. Isso contribui para redução do volume nas refeições principais, evitando o acúmulo de gordura principalmente na região abdominal, além de manter o metabolismo ativo. O ideal é combinar uma fonte de proteína e outra de carboidrato complexo, já que estudos aponta que esta união favorece o aumento de massa magra

 

2) Alimentos à base de farinha refinada e açúcar são estocados no organismo na forma de gordura, por isso, para melhor definição muscular, evite esses ingredientes da dieta. Priorize os que levam farinhas integrais, produzidas com linhaça, quinoa, arroz e coco, já que ajudam a manter a glicemia estável, evitando picos de glicose.
3) O whey protein contribui para suprir as necessidades proteicas, principalmente em treinos para aumento da massa muscular, por isso, quando consumido após exercícios físicos, auxilia na recuperação muscular.
4) Inclua proteínas magras no cardápio e em quantidades adequadas, pois quando associadas aos exercícios físicos, podem contribuir para definição e tonificação muscular.
5) Alimentos ricos em sódio, como produtos industrializados e temperos prontos, aumentam a retenção de líquidos, causando inchaço e prejudicando a definição muscular.
6) A arginina contribui para formação de óxido nítrico, importante vasodilatador que melhora a oxigenação dos tecidos e oferta de nutrientes, favorecendo melhor rendimento e hipertrofia muscular.
7) Cuidado com os excessos à noite. Comer grandes quantidades e alimentos mais calóricos nesse período prejudica a digestão, causando maior acúmulo de gordura corporal, já que durante a noite há menor gasto calórico.
8) Inclua fibras na alimentação e aumente o consumo de água, assim manterá o bom funcionamento intestinal, podendo contribuir para definição abdominal.
9) A albumina é uma proteína de alto valor biológico, ou seja, fornece todos os aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo organismo, e está presente em grande quantidade na clara de ovo. Seu consumo pode contribuir para reparação dos músculos após exercício físico.
10) Os aminoácidos de cadeia ramificada, BCAAs, podem contribuir para redução da fadiga durante o treino e evitar o catabolismo muscular, além de estimular o aumento de massa magra. 
Essas dicas foram dadas pela querida Rita Graziela Cherutti, nutricionista consultora da New Millen, especialista em nutrição esportiva.
*Beijinhos
Aline Munhoz

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Combinações de sucos funcionais favorecem a saúde

Sucos naturais de frutas e legumes oferecem nutrientes essenciais para uma vida mais saudável
_rf07474_-_copia.jpg
Os sucos naturais são uma das melhores maneiras de oferecer ao organismo os nutrientes essenciais para o seu bom funcionamento. Além de ajudarem na hidratação, são fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes importantes para a manutenção da saúde e, dependendo dos ingredientes, podem ajudar na desintoxicação do corpo, melhora da disposição, do funcionamento metabólico e do sistema imunológico, assim como colaborar para a prevenção de doenças.
Com a correria do dia a dia, nem sempre é possível consumir a quantidade recomendada de frutas e legumes ou preparar um suco nutritivo em casa, por isso a melhor opção pode ser os sucos prontos. No entanto, é preciso atenção na escolha do suco, como evitar os de caixinha porque são ricos em corantes e conservantes, oferecem baixa concentração de frutas, além de conter grande quantidade de açúcar, o que pode favorecer processos inflamatórios, como a obesidade, e aumentar o risco de gordura no fígado.
Para quem busca qualidade nutricional nos sucos, o ideal é optar pelos prensados a frio, uma tecnologia que preserva até cinco vezes mais nutrientes. Durante o processo do suco na prensa hidráulica, não há produção de calor como no liquidificador ou centrífuga, e a oxidação é baixa. Sendo assim, o suco prensado a frio pode permanecer fresco na geladeira por até três dias sem perder os nutrientes.
Os sucos de frutas e legumes podem ser bem versáteis, pois permitem combinações de diversos ingredientes. “O consumo adequado de frutas e verduras ajuda a alcalinizar o organismo. Esses alimentos são ricos em vitaminas e minerais que juntos contribuem para a manutenção da saúde e prevenção de doenças”, afirma a nutricionista consultora da Itgreenfoods, Aritiane Silva.
Confira algumas indicações:
-Para ajudar o organismo a eliminar toxinas
Suco de maçã, couve, alface, espinafre, erva doce, pepino, limão e salsão
Combina elementos detoxificantes, alcalinizantes, diuréticos e relaxantes que contribuem para um melhor funcionamento intestinal e hepático. Além disso, ajuda a melhorar a disposição durante o dia. O suco feito com esses ingredientes é rico em antioxidantes, vitaminas A, B, C e E, cálcio, ferro e potássio.
-Para ação antioxidante e anti-inflamatória
Suco de limão, abacaxi, cúrcuma, gengibre, dente de leão e melão
A cúrcuma e o gengibre têm alto poder anti-inflamatório e antioxidante, colaborando para minimizar problemas digestivos, de fígado e de pele. Essa exótica mistura de ingredientes ajuda a revigorar o organismo, proporcionando bem-estar e leveza, além de  auxiliar no processo de desintoxicação.
-Para hipertensão
Suco de maçã, espinafre, limão, beterraba e hibisco
A beterraba e o espinafre são fontes de nitrato, que atua na formação de óxido nítrico, um potente vasodilatador que gera um relaxamento nos vasos sanguíneos e, com isso, reduz a pressão com que o sangue circula. Além disso, a beterraba e o limão melhoram a oxigenação do sangue, aumentando o processo de detoxificação. O hibisco atua como tônico digestivo que ajuda na absorção de nutrientes e funcionamento metabólico, além de ter ação diurética. Rico em vitaminas A, B e B1, C e E, cálcio, ferro, ácido fólico e potássio.
-Para diabetes
Suco de maçã, castanha de caju, canela, extrato de baunilha
Além da ação anti-inflamatória, a canela pode melhorar a sensibilidade à insulina, ou seja, aumenta a eficiência da insulina nas células e o controle da glicemia. A especiaria ainda diminui a velocidade de absorção da glicose presente na alimentação, assim como a gordura insaturada presente na castanha, que é fonte de ácidos graxos naturais que protegem as paredes celulares do corpo. A baunilha estimula a produção de serotonina, o hormônio do bem-estar e ajuda no combate aos radicais livres.
*Beijinhos
Aline Munhoz

terça-feira, 15 de julho de 2014

Benefícios do Shake sem lactose

Após consumir leite ou seus derivados, algumas pessoas podem sentir dor abdominal, náuseas, desconforto, diarreia e gases. Em geral, tais sintomas são percebidos como um simples mal-estar, típico de estômago sensível. Mas atenção: se o incomodo aparecer num período entre meia hora e duas horas após o consumo de laticínio, deve-se procurar auxílio médico, pois pode significar intolerância à lactose. A intolerância a lactose é uma rejeição do organismo ao leite e seus derivados. Essa intolerância é resultado da falta da enzima lactase, produzida no intestino delgado, que tem a finalidade de decompor o açúcar do leite em carboidratos, para a sua melhor absorção.


Com a deficiência ou ausência dessa enzima, a digestão da lactose torna-se difícil e chega ao intestino grosso inalterada, sendo fermentada por bactérias, produzindo assim acido láctico e gases. Além disso, a presença de lactose no intestino grosso aumenta a retenção de água, podendo causar diarreia e cólicas.

A maioria das pessoas com baixos níveis de lactase pode tolerar de 55 a 115 gramas de leite de uma só vez (até meia xícara) sem ter sintomas. Porções maiores (225 gramas) podem causar problemas para pessoas com deficiência de lactase. Os alimentos permitidos para quem possui intolerância a lactose são: Carnes, vegetais, frutas, gorduras, óleos, açúcares, grupo dos pães, massas e cereais (observar se na composição dos pães e massas não incluam leite e seus derivados). Devem-se evitar todos os produtos que contenham lactose. Alguns leites já são produzidos sem lactose. No caso dos queijos, pode-se optar pelos a base de soja (como o tofu), e nos iogurtes deve-se seguir a orientação médica.

Além disso, hoje existem inúmeros produtos voltados para consumidores que são intolerantes a lactose. Um exemplo é o SHAKE sem glúten e sem lactose da CHÁ MAIS, um produto que atende as necessidades de adultos e crianças, que pode ser utilizado para complementar a alimentação diária e fornecer energia e qualidade de vida para quem tem doença celíaca e intolerância a lactose. O Shake pode ser utilizado para substituir uma refeição, no entanto não pode ser utilizado para substituir as refeições principais: almoço e jantar. O ideal é que seja utilizado no café da manha ou nos lanches entre as principais refeições.

Hoje em dia pessoas que possuem intolerância a lactose podem viver normalmente e com qualidade de vida devido aos vários produtos que cada vez mais estão sendo incluídos no mercado e que vão para a prateleira do supermercado e de lojas voltadas para produtos orgânicos e naturais.


*Beijinhos
Aline Munhoz